ERMONS (IRMÃOS) GUINEENSES

 

 

ERMONS (IRMÃOS) GUINEENSES

 

Quando a Guiné-Bissau perde (e há muito que está a perder) perdem todos os guineenses! Didinho

 

ERMONS (IRMÃOS) GUINEENSES é o título de um pequeno, simples e abrangente poema que escrevi no dia 14 de Outubro de 2017 visando apelar, alertar, sensibilizar, mobilizar e consciencializar os meus irmãos guineenses para a necessidade de revermos e resgatarmos os princípios e os valores vivenciais, educacionais e civilizacionais da Cultura ancestral que caracteriza a nossa Guinendadi, quiçá, a riqueza da nossa Identidade Sócio-Cultural, porquanto termo-nos desviado e afastado desses princípios e valores, pois só assim se percebe, a cada dia que passa, a nossa falência (de princípios e valores), enquanto Povo, e consequentemente, os seus reflexos no falhanço do nosso Estado.

ERMONS GUINEENSES

Nô tchoma n´utru

Nô djubi n´utru

Nô barça n´utru

Nô obi n´utru

Na seriedade

Ku amizade

Nô n´tindi n´utru

Nô barça n´utru

Nô purda n´utru

Nô rispita n´utru

Nô n´tindi n´utru

Pa nô Guiné

O poema mereceu prontamente o interesse do músico e compositor guineense Fernando Carvalho, que se predispôs a musicá-lo, a exemplo do que já tinha feito com outros 3 poemas da minha autoria musicados nos seus últimos 2 álbuns musicais.

Fernando Carvalho surpreende-nos com o estilo musical, “Reggae” com que faz passar a mensagem aos Ermons (irmãos) Guineenses num dueto com o também cantor e produtor guineense Djipson Voz d’Ouro.

Duas vozes emotivas, distintas e maravilhosas, que se predispuseram a entrar no interior mais profundo dos Ermons Guineenses, visando partilhar a mensagem da Reconciliação no seu vasto conceito e mexer positivamente com as suas sensibilidades, enquanto seres humanos e Guineenses.

Um refrão musical que se tolera bem tendo em conta a frescura com que é apresentado e o objectivo de fazer passar a mensagem aos Ermons Guineenses utilizando a metodologia da repetição, por via da sua importância pedagógica e terapêutica no indivíduo.

Urge Reconciliar os Ermons Guineenses, resgatar e promover os princípios e os valores vivenciais, educacionais e civilizacionais da Cultura ancestral que caracteriza a nossa Guinendadi, entretanto invertidos e ou, adulterados!

Positiva e construtivamente.

Didinho 11.02.2018

 

ERMONS GUINEENSES: Letra de Fernando Casimiro (Didinho); composição musical de Fernando Carvalho; interpretação: Fernando Carvalho e Djipson Voz D´Ouro – cantor/produtor.

Fernando Carvalho
Djipson Voz D’ Ouro
Didinho

 

Não aceitemos mais, enquanto guineenses, que uns e outros, a bem dos seus interesses, nos dividam, enfraquecendo-nos; nos intriguem, virando-nos uns contra os outros, quando o que está em causa é o Interesse Nacional, quiçá, a soma dos Interesses de todos os Guineenses e não apenas, de um grupo ou grupos de guineenses! A Guiné apenas precisa do compromisso dos seus filhos para que tudo o “resto” seja uma realidade! Didinho

 

“Amor de Papé” – Apresentação do novo Álbum de Fernando Carvalho

 

Prefácio “Amor de Papé”

Fernando Carvalho, veterano da música moderna guineense radicado em Portugal há mais de três décadas, economista, professor, patriota, músico e chefe de família por excelência, resolveu lançar mais um álbum, o seu 14º intitulado “Amor de Papé” (Amor de Pai que, no entanto, não contrasta com o Amor de Mãe).

“Amor de Papé” tem no Amor, na Vida, na Esperança e na Saudade, as principais propostas de Fernando Carvalho aos seus fãs e ao público em geral.

Uma diversidade de Ritmos e melodias, para todos os gostos, com que já nos habituou ao longo do seu percurso musical fazem de “Amor de Papé” um trabalho extraordinário, revelador de uma evolução e maturação, temporal, do músico e compositor Fernando Carvalho.

Ritmos e melodias que confirmam a valorização da cultura musical guineense na sua diversidade, por um lado, e na sua abertura à internacionalização, tendo em conta que a Música é a prova maior da sustentação da Globalização, afinal, África é o berço da Humanidade…

Em “Amor de Papé” Fernando Carvalho reúne, em jeito de homenagem, várias personagens da literatura poética, de sua admiração e consideração.

Nas doze músicas que fazem parte do álbum temos presente nas composições de Fernando Carvalho, o reavivar da memória dos seus pais; a eterna saudade da sua Pátria a Guiné-Bissau, sua Cultura e suas Tradições, bem como, das suas gentes.

Fernando Casimiro (Didinho) 26.08.2015

Obrigado irmão e amigo Fernando Carvalho!

HOMENAGEMAFERNANDOCASIMIRO1

O meu irmão Fernando Carvalho, posso dizê-lo com todo o à vontade, com toda a confiança, não passa um dia, desde há anos, sem me contactar, para saber como estou, bem assim, a minha família.

Irmãos ou familiares não são exclusivos do grau de consanguinidade!

Fernando Carvalho é um veterano da música moderna guineense, radicado em Portugal há mais de três décadas, onde se formou em Economia, tendo optado por se estabelecer na região do Algarve, concretamente em Loulé, onde lecciona Economia.

Em 2010 propôs-me colaborar com ele na preparação do seu 13º álbum, intitulado “Nha Laide”. Foi uma experiência extraordinária, que incluiu 2 músicas com letras da minha autoria.

Em Agosto de 2011 promoveu-me um concerto de homenagem em Quarteira – Algarve.

Na altura, alguns mesquinhos chegaram a questionar-lhe se estava a preparar o seu irmão Didinho para alguma candidatura presidencial na Guiné-Bissau…

Fernando Carvalho foi confrontado ao longo dos últimos 4/5 anos com situações absurdas, por ser meu amigo e irmão, ao ponto de muitos dos seus amigos de longa data deixarem de lhe falar, simplesmente, por ser meu amigo e irmão, ou um guineense que valoriza qualquer outro seu compatriota, independentemente das diferenças na forma de pensar.

O Economista, professor, patriota, músico e chefe de família por excelência, resolveu lançar mais um CD, que será o seu 14º e que estará disponível no mercado, entre finais de Setembro, princípios ou meados de Outubro deste ano.

Uma vez mais Fernando Carvalho decidiu homenagear-me.

Os trabalhos de gravação foram efectuados com sucesso a semana passada num Estúdio na Amadora, e tive pena de não ter podido comparecer, porque tinha a minha parte interventiva directa na interpretação de uma música da qual somos co-autores.

Ao final da tarde do dia da gravação telefonei ao meu irmão Fernando Carvalho, dando-lhe conta de não ser possível estar presente…

Vou-me preparando para o lançamento do CD caso esteja em Portugal na altura, para cantar a nosso belíssima música e deixar então o meu registo sonoro.

Claro está que ainda faltam os “finalmentes” mas posso garantir desde já que este 14º CD do Fernando Carvalho será um sucesso absoluto, com 12 músicas bem ritmadas, bem conseguidas numa abrangência a princípios e valores que confinam no AMOR sob todas as perspectivas possíveis e imaginárias…

Obrigado irmão Fernando Carvalho “Nando Kulum”, por tudo quanto sempre fizeste pela nossa Guiné-Bissau e pelos nossos irmãos guineenses, sem esperares receber nada em troca e, verdade seja dita, já merecias…!

Obrigado irmão Fernando Carvalho pela amizade e fraternidade, quiçá, por tudo quanto tens feito para o meu reconhecimento e valorização, sempre de forma firme e determinada, independentemente de todas as incompreensões…

Obrigado irmão Fernando Carvalho pela solidariedade permanente e por tudo quanto me deste a aprender com a tua Hombridade e Simplicidade ao longo dos anos! Didinho 20.07.2015

Sou um homem simples, que vive de coisas simples, num universo de pessoas e de coisas simples! Dou graças a Deus, aos meus pais, já falecidos, à minha família, aos meus familiares e aos bons amigos, por tudo quanto sou hoje (não por tudo quanto tenho, pois nada tenho, que não uma missão a cumprir neste mundo, enquanto filho de Deus!). Didinho 15.08.2013

A vida só tem sentido se, para além de nós, outros também puderem viver…Didinho

Foto0250