Na nomi di (kal) nô mininus

Fala faladu
na nomi di nô mininus
pabia di sê ahós
ku sê amanha
djorson nobu
kil gora ê sedu
raça banana
ala ê firma tcham
korta nansi aonti
ahós tê amanha
si bô ka kansa
nô ka na kansa
pa ka um dia
herderus di terra
falta na nô terra
mansirkadu ki sedu
Fala faladu
na nomi di nô mininus
ma kal mininus n´punta
si kilis di praça
di djitu di branku
di morança di rikus
ku muru da volta
porton pa tudu ladu
kredu sakur na blola
kilis ku ta durmi ê lanta
ku televison na kuartu
ku ar kondicionadu pa rafreska
ku ta kumê tudu hora
ku ta bai skola di branku
chofer ta leba ê tissi elis
kilis ku ta bisti sabi
si faladu farda di alunus
si di ronka ropa di marka
kilis ku tene telemovel
playstation i ê ta bibi yogurti
si ê tursi ala dutur tchomadu
kilis ku ta mimadu ê danadu
ku ta lebadu férias na terra branku
ê faladu ê ka djuntu ku ki utrus
ku sedu koitadis di tabanka
djintius di cita de citi ku badadji
kilis di kriason fidjus di mofinus
ku ka ten aonti, nin ahós ku fadi amanha
Fala faladu
na nomi di nô mininus
kal mininus di kal aonti
di kal ahós ku amanha
na ba ta punta n´purma n´purma
si di kilis ku ka sibi kal ki sê pekadu
pa ê sedu mininus di kriason
fidjus di koitadis ku ndjutidu suma pekadur
ku ta durmi na stera bunda na rua
ê mansi ê ba kata yagu na fonti
ê bakia baka na matu dismatadu
sê skola i tarbadju di mininu di kriason
sê kasa i rua na bindi bindi ku fomi
balei di mancarra na kabeça ku sedi
kuskus panket ku kanha djitu ka ten
di mandrugada tok sol noti i el dê
ai delis sê ka leba dinheru kasa
ai delis sê ka laba ê liça na kasa di sê mestras
ai di nô mininus di kriason na rua di malfitus
di mufnessa ku mufnadus abusaduris di mininus
ai delis na kasa di djintons kabalidus
i delis ku nô ta papia pa mostra disgraça di terra
ma kê ku nô fasi algun dia pa kaba ku sê disgraça
nô ka na kaba ku sê disgraça pabia nô misti kontinua ku mininus di kriason pa nô mininus ku sedu nô fidjus kontinua na tenê kriadus pa ê kontinua na sedu fidjus di rikuspa ê kontinua na manda na fidjus di koitadis kuma djintius

Bô ten pacença bô libertanu nô mininus pa amanha
Nô kontinua tenê Guinê di tudu i pa tudu si fidjus…

Didinho 13.06.2019

Cidadania e Direitos Humanos, Criança, Literatura, Sociedade, ,

Fernando Casimiro

View posts by Fernando Casimiro
Didinho (Fernando Jorge Gomes da Fonseca Casimiro) nasceu em Bissau, República da Guiné-Bissau, em 15 de agosto de 1961 onde fez os seus estudos primários e secundários. Desportista polivalente, foi professor de Judo, tendo participado nalgumas manifestações nacionais e internacionais da modalidade. Em novembro de 1981, deixou Bissau, rumo a Angola, onde veio a ingressar na marinha mercante grega, tendo em 1984 atingido o posto de Oficial Maquinista Naval. Viajou um pouco por todo o Mundo, registando um histórico de 70 países visitados. Após deixar a marinha mercante em 1988, fixou residência em Portugal, onde trabalhou na área de Manutenção Industrial e Metalomecânica até maio de 2015. Empenhado no desenvolvimento e promoção do seu país, criou em 2003 o Projeto “Guiné-Bissau: Contributo” com o objectivo de sensibilizar a opinião nacional e internacional para os problemas da Guiné-Bissau e de contribuir para a busca de soluções para os mesmos. Frequentou o curso de licenciatura em Ciências Sociais, tendo a Ciência Política e a Administração Pública como áreas de especialização. É Consultor para assuntos Políticos, Comunicação e Informação. Autor de vários artigos, nomeadamente sobre a Guiné-Bissau, colabora com diversos órgãos de informação. Humanista, pensador, escritor, poeta, fotógrafo, ativista social, analista e cidadão político, assim é a abrangência multifacetada de um homem simples e apaixonado pela Vida. É sócio efetivo nº 1441 da Associação Portuguesa de Escritores desde 23 de maio de 2017 A 09 de Maio de 2018 publicou o seu primeiro livro de poesia, intitulado MINHA TERRA, MEU UMBIGO, sua 4.ª obra literária, depois de: 1 – O MEU PARTIDO É A GUINÉ-BISSAU – COLECTÂNEA DE TEXTOS EDITORIAIS – VOL. I – 16.08.2016 2 – O MEU PARTIDO É A GUINÉ-BISSAU – COLECTÂNEA DE TEXTOS EDITORIAIS – VOL. II – 22.08.2016 – EUEDITO. 3 – O MEU PARTIDO É A GUINÉ-BISSAU – COLECTÂNEA DE TEXTOS EDITORIAIS – VOL. III – 08.10.2016 – EUEDITO.